Faça uma simulação online!

Telemedicina: teleconsultas crescem cerca de 14% durante pandemia da COVID-19

Com mais de 510 mil mortes no Brasil, a operadora de saúde SLAM promove a utilização da telemedicina como medida de proteção, segurança e conforto dos seus beneficiários

Uma mão segurando caneta para tocar no celular

Segundo a Associação Brasileira de Planos de Saúde (23/05), com mais de 2,8 milhões de teleconsultas realizadas, a saúde tem se transformado para trazer mais segurança aos pacientes durante a pandemia do coronavírus.

Mesmo com alta demanda de atendimentos para procedimentos eletivos em meio ao caos na saúde pública, a população encontrou na telemedicina uma maneira de cuidar da sua saúde sem sair de casa, evitando aglomerações em clínicas e hospitais com altos índices de contaminação pelo coronavírus.  

Segundo pesquisa realizada pela Abramge, 90% dos pacientes relataram conseguir resolver seus problemas de saúde dentro de casa através das teleconsultas, evitando o contato com locais de alto risco de contágio da covid-19.

Em entrevista, o presidente da Operadora de Saúde SLAM, Dr. Tiago Pechutti Medeiros revela preocupação em relação ao enfrentamento à pandemia:

Estamos diante de uma crise global pandêmica de saúde, e no topo dessa cadeia está a medicina. Quando falamos em serviços de saúde privados, não estamos tratando apenas de hospitais, mas de toda uma cadeia que engloba este setor que também inclui operadoras e seguradoras de planos de saúde, médicos, clínicas, laboratórios e demais prestadores de serviços de saúde. Toda essa cadeia para realização de atendimento não urgente, que não representa risco imediato para o paciente, expõe nossos beneficiários a contaminação pela COVID-19, uma vez que se deslocam até a unidade de atendimento, muitos por meio de transporte público, promovendo aglomerações em suas recepções que não tem estrutura para o distanciamento necessário, precisamos mudar este cenário”.

A pandemia da COVID-19 continua demonstrando dados alarmantes, com mais de 510.000 mortes no Brasil, a operadora de saúde SLAM promove a utilização da telemedicina, como medida de proteção, segurança e conforto dos seus beneficiários, disponibilizando o pronto atendimento digital 24 horas.

Acompanhe para mais notícias nosso blog

Acompanhe a SLAM nas redes sociais.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

SLAM – SANTA LUZIA ASSISTÊNCIA MÉDICA S/A – CNPJ: 36.751.634/0001-23

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência e segurança em nosso site.